sábado, 26 de março de 2011

O perigo de se carregar um espelho

“Eu disse a uma amiga:
— A vida sempre superexigiu de mim.
Ela disse:
— Mas lembre-se de que você também superexige da vida.
Sim.”

Clarice Lispector


Na mudança da minha casa, me pûs a olhar o meu reflexo no espelho. Que imagem era aquela refletida no espelho, uma mulher cheia de si ou uma menina amedrontada pelo barulho dos trovões?
O que será que as pessoas enxergavam ao olharem para mim? E o que eu mesma enxergava sobre mim, será que eu me enxergava? Chego a pensar que há tempos não me olho.
A grande maioria das pessoas sempre te elogiam, talvez porque seja verdade, talvez por conveniência, ou talvez só para que você também a elogie, como se fosse uma troca. Independente de qual seja o motivo, de fato, eu sempre acho que estão exagerando ou que estão mentindo.
Na verdade, poucas vezes acho que fiz uma coisa boa, ou que sou realmente boa em algo, não tenho uma visão positiva sobre mim, e nem sei se algum dia tive. Talvez, isso seja apenas mais um dos sintomas dessa minha fase meio solitária e depressiva.
Para mim é bem mais fácil e mais perceptível os meus defeitos e o que faço de errado, ou que nem chega a ser errado, mas que nunca está bom o bastante para mim, mesmo estando para os outros. Sei que devemos aprender a conviver com nossos próprios defeitos, mas sinto que estou longe de conseguir isso.
E esse perfeccionismo me consome e me esmaga por dentro a cada dia, mais e mais. Bem que eu queria que inventassem um anti-perfccionismo!

24 comentários:

Walk On The Moon disse...

Hoje em dia é difícil de acreditar em elogios :/

Gêsa disse...

Eu sou perfeccionista, mas vivo tentando me enganar dizendo que a perfeição é só uma invenção. Vez, ou outra funciona.

Simone Scharamm disse...

Juliana, escrever tão bem, sendo tão jovem assim, é uma exceção! Parabéns pelos textos!
Beijos!

Rebeca Postigo disse...

Sofremos do mesmo mal...
Mas precisamos aprender a conviver com ele...
Balanceando sempre nossas atitudes...

Bjs

Rosangila disse...

Fico feliz ao ler textos bem escritos nesse blog.
Parabéns! Seus escritos tem tudo para se tornar um livro.
parabéns!
Abraços de fé!

Maysa disse...

Juliana
Querida menina, assim mesmo devo dizer e te chamar.Parabéns pelo jeito de escrever.Siga em frente
Faço-te dois pedidos.1-Gosta de música,então procura conhecer a vida da Melody Gardot.Cantora afinadíssima, inspirada compositora, e já passou por dificuldades inimagináveis. Mas saiu vencedora; fui lá em postagens antigas do Ninho só para v. saber saber e ir adiante.clica aqui:
http://oninhoeatempestade.blogspot.com/2009/08/melody-gardot-simplesmente.html
e aqui
http://oninhoeatempestade.blogspot.com/2011/02/melody-gardot-worrisome-heart.html
depois volta aqui no blog e me diz se valeu?
Beijo
confia e segue em frente!
Beijo
Maysa

Maysa disse...

O segundo pedido é para voltares lá no Ninho e dizer se valeu conhecer a história de uma jovem valente.
Bj
Maysa

Lu Pourbaix disse...

Lindoo texto, você mesma que o escrever?? Super me identifiquei, eu também preciso de um anti-perfeccionismo huauhauhauhuahahu!
Beijos e
Bom início de semana!
@lucianapourbaix

Patricia Villeroy disse...

Juliana
Em primeiro lugar,obrigada pela visita...venha me seguir,por favor se gostar do blog.
Em segundo,pelo que disse no texto,acho que todos somos um pouco assim,mas acho que o antídoto,é se abrir um pouco mais pra vida,fazer novos amigos,mesmo que não seja aquele amigo para a vida toda.Essa troca de energia,já é muito positiva.E terceiro,seja mais gentil contigo mesma,não adianta nada ser tão radical na sua autocrítica. Poucas pessoas na vida,vão te mimar ou ninar,com algumas exceções..pai,mãe,uma ou outra amizade,mas acho que fundamental...é na hora de escolher um parceiro.Ele tem que necessariamente,ser aquele que te elogia,te põem pra cima em todas as circunstâncias...nunca esqueça deste detalhe. beijos

Rosiane Teixeira disse...

Adorei o seu texto fofinha. Você tem muito talento.
Querida, muito obrigada pela sua visita no meu blog, amei o seu,já sigo e sempre vou estar por aqui viu? Me segue também?
bjk flor
www.rosianeteixeira.blogspot.com

Adriana Alencar disse...

Olá, vim retribuir a visita!
Não acho o perfeccionismo necessariamente um defeito, as coisas tem de ser bem feitas, senão o mundo jamais ira evoluir. Talvez você esteja passando apenas uma fase, quando somos jovens queremos as coisas perfeitas, a maturidade consegue consertar isso, não se preocupe. Apenas viva e considere o seu "perfeccionismo" uma qualidade, algo que a distingue dos outros. Estarei passando por aqui!
Beijo
Adri

Maffaldaa disse...

Obrigada eu por visitares e pela atenção.
E sim é preciso pensar de uma forma otimista (:


- Gostei do teu blog, sigo +.+

Jéssica Trabuco disse...

Já desisti de perfeição... percebi que somos humanos, pelo menos aqui na Terra. Não há pra onde correr.

Ju Silveira disse...

Ei, voce escreve muito bem, com certeza estou seguindo :)

http://balladofgirl.blogspot.com/

Long Haired Lady disse...

toda a insegurança de uma perfeccionista!

Erica Vittorazzi disse...

Pela a sua foto, você tem cara de ser novinha, então relax baby. A vida por si só, sempre vai exigir mais. E se der errado? Comece de novo, é mais simples do que se imagina.


beijos

Jeniffer Yara disse...

"E esse perfeccionismo me consome e me esmaga por dentro a cada dia, mais e mais. Bem que eu queria que inventassem um anti-perfccionismo!"

Ahh sou assim mesmo o/

Lindo blog!

Beijos

Camila disse...

As vezes sua mente esta acostumada a ser bela, mas nem sempre as coisas sao assim.

Ana Seerig disse...

O fato de tu escrever um texto assim mostra apenas que tu está te vendo e, consequentemente, te repensando, o que é excelente e resultará num baita crescimente pessoal. Perceber tuas falhas, questioná-las e mudá-las é ótimo, é personalidade, é sabedoria. É dura a fase, mas tu te orgulhará de si mesma depois...

=)

E gracias pela passada lá no blog!

Maísa Guimarães disse...

tente nao se pressionar demais entao vc irá viver o tempo inteiro procurando algo que não encontrar e deixar de viver as coisas procurando o perfeito , adoorei aqui !

Minne disse...

Perfeição não existe, mas há sempre alguém "perfeito" por perto, perfeito para você. Tenta não descartar os defeitos, há como remendá-los.

Erica Ferro disse...

Jujuba... eu sei como é isso. Há horas em que a gente acha que nunca vai se aceitar, que nunca vai largar essa mania de perfeccionismo, que tanto nos esmaga, nos enlouquece a cada dia mais. Mas uma hora a gente cansa, sabe? Cansa de buscar uma coisa que é inalcançável, impossível do ponto de vista humano. E a gente aprende que somos fadados a falhas e a erros. O que podemos fazer é tentar acertar hoje o que erramos ontem. Cometer novos errados no presentes, inevitavelmente, mas no amanhã já tratar de corrigir tais erros.
A maneira que os outros te veem é dispensável. Explico: é curioso saber o que as outras pessoas pensam em relação a nós, mas a visão que ela tem de nós não deve interessar mais do que a visão de que temos de nós mesmos. Esta última é que deve importar, sempre.

Exija sempre de si mesma, mas nunca injustamente, nunca mais do que você possa cumprir. Faça o seu melhor, todos os dias, isso será o bastante. O resto acontecerá naturalmente, sem pressão ou esforços.

Um abraço, Jujuba.

É ótimo tê-lo de volta. Ótimo poder ler o seu novo cantinho.

Ariana disse...

Tu escreveu esse texto pra mim né?
Eu também sempre dúvido de elogios, e sempre penso no pior das coisas.
Espero melhorar isso e que tu melhore também.

Beijos

Cá disse...

Me identifiquei tanto com seu texto , me sinto assim também , sempre acabo exigindo demais de mim e dos outros , sempre acho que não consigo ser boa e que preciso melhorar, é tão ruim..