sábado, 17 de setembro de 2011

Nostalgia repentina

Como senti falta deste cantinho virtual tão meu e tão próprio. Tanta coisa aconteceu em minha vida, desde a última vez que por aqui passei. Curvas fechadas em meu caminho, que quase me fizeram cair de um penhasco, mudanças irreparáveis e irremediáveis pelo menos nesta vida.
Escrever e expor o que sinto me faz tão bem, mas ainda sou uma escrava deste mundo insensato como grande parte da humanidade, vivo na correria do meu cotidiano afogando dentro de mim as coisas mais simples, mais bonitas e mais puras de sentimentos que eu possa ter: as palavras, aglomeradas em meus textos.



Eu volto, eu voltarei!

Um comentário:

Rebeca Postigo disse...

Estarei esperando...

Bjs